Gerenciamento Liderança e Pessoas Produtividade

Como liderar equipes multidisciplinares?

72156-OE3TRE-139 (2)

Já podemos adiantar que equipes multidisciplinares são respostas pra lá de eficientes das organizações à complexidade e à instabilidade típicas do mercado atual. Ao permitirem que suas estruturas de trabalho abriguem e correlacionem múltiplos saberes, as empresas se tornam não apenas mais competitivas, mas também potencializam as capacidades e competências de seus colaboradores, contribuindo para aumentar o alcance e a qualidade dos resultados obtidos.

Basicamente, uma equipe multidisciplinar é constituída por integrantes de diferentes áreas, mediante a necessidade de cada projeto, de forma a construir uma rede de conhecimento mais ampla, diversa e não hierárquica. Isso significa que não há, a princípio, a preponderância de um saber em relação ao outro, mas sim uma relação de complementariedade. Nesse contexto, profissionais com certas competências preenchem lacunas apresentadas por outros colaboradores, formando uma equipe mais coesa, eclética e preparada para lidar com problemas de naturezas variadas.

Quer entender melhor como identificar tais equipes e aprender a liderá-las a fim de aproveitar ao máximo suas potencialidades? Então é só continuar acompanhando nosso post de hoje:

Como exatamente agem as equipes multidisciplinares?

Enquanto as equipes tradicionais costumam responder a uma autoridade central, com estrutura e processo de distribuição de funções mais rígidos, com papéis fixos, os times multidisciplinares são flexíveis e adaptáveis a cada situação. Apresentam, por isso, uma maior capacidade de reação diante de novos desafios. Assim, em diferentes momentos relacionados a uma demanda específica, um determinado integrante pode assumir posição de liderança, de modo a extrair o melhor proveito de suas habilidades para a execução do projeto. Em outras circunstâncias, por sua vez, ele deixa de ser protagonista, dando lugar a alguém que esteja mais apto a responder às necessidades prioritárias da organização.

É preciso ressaltar que equipes formadas por competências multidisciplinares são sempre pautadas pelo desenvolvimento humano, tanto que costumam florescer apenas em empresas que priorizam a riqueza de conteúdos e oferecem ambientes de trabalho estimulantes. Dessa forma, os funcionários e colaboradores se sentem motivados a sempre darem o melhor de si mesmos.

Por onde começar a lidar com esses times?

Atenção: a multidisciplinaridade não corresponde a uma mera soma de valores individuais. É preciso muito mais que apenas juntar pessoas talentosas no mesmo local e esperar que elas tragam bons resultados. Na verdade, é fundamental que os profissionais se comuniquem bem e estejam sintonizados em relação aos objetivos estabelecidos conjuntamente. Com isso, aumenta-se exponencialmente a importância da atuação dos gestores, pois a eles cabe conduzir a melhor interação entre as partes.

Não é nada raro observar, por exemplo, uma certa resistência de alguns setores. Essa recusa pode surgir em forma de questionamentos à autoridade e à habilidade do líder multidisciplinar para lidar com contextos e valores tão diversos. Com isso em mente, a liderança terá, antes de mais nada, que ganhar o respeito de todos a seu redor. E para gerar empatia e promover um clima de colaboração, o líder deve ser capaz de transitar com segurança por diferentes ambientes, mostrando que entende o valor da contribuição de cada integrante, sem privilegiar um ou outro.

E quais as melhores práticas dessa liderança?

Para saber quais são os princípios da liderança multidisciplinar, basta continuar de olho:

Reconhecimento das limitações

líder multidisciplinar deve ser o primeiro a mostrar a todos que compreende o alcance de suas ações. Ele sabe que depende dos talentos que tem à disposição e, por isso, não hesita em valorizar a autonomia ao delegar quaisquer ações necessárias à execução de um projeto. Reconhecendo seus próprios pontos fortes e fracos, o líder transmite uma importante mensagem: a de que ninguém, nem mesmo o gestor, está acima do objetivo traçado pela organização. Ao mesmo tempo, essa postura torna os outros mais conscientes de que precisam desempenhar seus papéis de forma responsável e proativa.

Boa capacidade comunicativa

Equipes com múltiplos conhecimentos precisam estar em harmonia quanto à função por elas desempenhada. Uma vez que seus integrantes são, por definição, diferentes entre si, é necessário que o líder faça a devida conciliação entre estilos e personalidades, construindo pontes e reforçando os laços entre os setores. É fundamental compartilhar informações, mantendo metas claras e se certificando de que todos compreendem o que é esperado. Além disso, o líder multidisciplinar ainda sabe da importância de manter seu time motivado e inspirado, entendendo que pessoas imbuídas de um senso de propósito tendem a estar mais comprometidas e dispostas a agir em prol de quaisquer que sejam os objetivos da organização.

Habilidades complementares

Nas equipes multidisciplinares, as inúmeras competências interligadas produzem efeitos muito mais significativos que a simples soma das partes. Escolhe-se, assim, os profissionais que melhor podem responder aos desafios impostos em cada etapa do projeto, tudo da forma mais flexível e aberta possível. Atuando em conjunto e muitas vezes cumprindo etapas simultaneamente, os integrantes minimizam as chances de erro e potencializam seus ganhos.

Postura de colaboração

O líder multidisciplinar valoriza o trabalho em equipe não apenas de forma conceitual ou filosófica, mas na prática, na vivência diária dos processos da organização. Para tanto, ele procura garantir que cada setor compartilhe as informações necessárias para a formação de uma visão completa do cenário, facilitando a tomada de decisões e a colaboração entre os profissionais em momentos críticos.

Assertividade no relacionamento

Os líderes das equipes multidisciplinares também devem ser capazes de estimular a objetividade e a clareza por parte dos colaboradores, de modo a tornar seus encontros mais enriquecedores e produtivos. Uma boa maneira de colocar esse aspecto em prática é promovendo workshops para que diferentes setores expliquem seus papéis em um determinado projeto. Na sequência, a liderança pode pedir a outros integrantes da equipe que traduzam o significado do que foi dito, a fim de confirmar se as pessoas realmente entendem o que está sendo feito. Esses encontros são especialmente úteis para aprimorar a capacidade de negociação e o diálogo entre diferentes membros do time, tornando-o cada vez mais harmônico e fortalecido para enfrentar as adversidades.

Um dos maiores benefícios dessa abordagem para as organizações é o fato de que o conhecimento é convertido em capital verdadeiramente cumulativo, sendo compartilhado entre todos os setores. A lógica é simples: quando os diferentes pontos de vista das equipes multidisciplinares são aplicados ao mesmo problema, as chances de encontrar soluções criativas e inovadoras é bem maior.

Agora nos conte aqui se na sua empresa já existem equipes multidisciplinares! Que outros benefícios proporcionados por essa abordagem você consegue perceber no dia a dia? Comente aqui e divida suas impressões e experiências conosco! E não deixe de assinar a nossa newsletter para receber outros conteúdos que o prepararão para lidar melhor com desafios pessoais e profissionais!

Deixe seus comentários abaixo

Neder Izaac
Neder Izaac
Administrador formado pela FGV/SP e Mestre em Finanças pela FGV/SP. Atuou como analista e pesquisador na McKinsey & Company e como consultor na Accenture. Empreendedor responsável pela abertura de mais de seis negócios diferentes no ramo de restaurantes, franchising, bilhetagem eletrônica, crédito para saúde, consultoria e intermediação imobiliária. Proprietário da Empresa Realista Consultoria Empresarial. Arquiteto de soluções e projetos, dedica-se ao estudo do comportamento humano e sua relação com o desempenho das empresas.
Você também pode ler
36053-a-arte-de-delegar-tarefas-sem-autoritarismo
A arte de delegar tarefas sem autoritarismo
34424-como-sair-da-zona-de-conforto-com-sucesso
Por que sair da sua zona de conforto?