Carreira Gerenciamento Liderança e Pessoas

Como ser um líder admirado?

Businessman growing success. Rocket fly up, winner person, vector illustration

Mais vale ser um líder temido ou amado? Sobre essa questão já se debruçava Nicolau Maquiavel desde o período do Renascimento, no clássico O Príncipe. Para o filósofo italiano, o ideal é que o líder conjugue os dois atributos. Caso essa conciliação se mostre impossível, Maquiavel defende o ser temido como a opção mais segura. No entanto, será que o mundo corporativo aceita a receita maquiavélica de gestão em pleno 2018? A verdade é que, mesmo tanto tempo depois, a pergunta se mantém atualíssima, a ponto até de tirar o sono de muitos líderes por aí.

Que tal aprender como um líder pode conquistar a admiração da equipe bem como conhecer melhor os danos que uma gestão baseada no puro autoritarismo traz para as metas de qualquer empresa? Então basta conferir nosso post de hoje!

Trabalhando o carisma

Quando se fala em carisma, os primeiros pensamentos que vêm à cabeça costumam apontar para estrelas do rock, atores e políticos importantes, não é mesmo? E por mais que essa noção não esteja completamente errada, fato é que carisma é muito mais que ser capaz de despertar a empatia e o amor das pessoas. No plano dos negócios, um líder carismático é aquele que alinha seu magnetismo pessoal à habilidade de mobilizar o coletivo em torno de uma causa específica. Mas tudo bem se você, como líder, não for nenhum Barack Obama no quesito carisma, porque trabalhando sua humildade e mantendo o foco no bem-estar comum, naturalmente conseguirá captar a atenção dos funcionários.

Demonstrando coragem

Quando as coisas correm bem em determinado projeto da empresa, o mérito é da equipe. Quando não vão tão bem assim, a responsabilidade é do líder. Mexer nessa equação (transformando em mérito do líder a vitória da equipe e responsabilizando todo o time por um eventual erro da liderança) significa deteriorar a confiança arduamente conquistada. Nesse cenário, o líder se reduz ao típico papel de chefe que adora punir os erros dos colaboradores para mostrar à diretoria como é proativo. A coragem para tomar decisões e arcar com as respectivas consequências, sejam elas boas ou ruins, sem dúvida é uma habilidade que transmite segurança para cada um dos membros da equipe. Dessa forma, os colaboradores poderão trabalhar tranquilamente, sem se preocupar demais com penalidades caso algo venha a dar errado ao longo do processo.

Sendo proativo

Nas organizações modernas, o líder não é mais aquela figura que observa do lado de fora a performance do seu time enquanto dá uma ou outra coordenada, como se fosse um técnico de futebol em campo. Longe disso! Atualmente, um verdadeiro líder é aquele que não hesita em jogar em todas as posições e, se preciso, encara até o trabalho do gandula, sempre no intuito de fazer o time avançar e superar os desafios. É claro que a linha entre se tornar intrometido e dar palpite em tudo pode ser ligeiramente tênue, mas só por trocar a hierarquia pela proatividade, demonstrando até um certo desprendimento ao focar em tarefas tidas como menores, o líder inspira não só admiração, mas um sentimento de união.

Estabelecendo o diálogo

Atenção: de nada adianta ser um líder extremamente competente, negociar diariamente grandes propostas com os mais variados clientes e ter vários diplomas e certificados no currículo se você sequer sabe que seu braço direito na empresa precisa se afastar por alguns dias para realizar um procedimento cirúrgico. Se quiser ser realmente admirado, não basta relatar o que está fazendo de bom pela empresa, mas sim mostrar na prática o que os gráficos significam para os funcionários. Sempre que puder, demonstre que se importa com eles, escutando suas reivindicações. Vale estabelecer reuniões semanais e levar os questionamentos da equipe para as reuniões com a diretoria. E nunca deixe de acolher todo feedback recebido, independentemente se vier do CEO ou do estagiário menos experiente. Lembre-se, afinal, de que a comunicação é a maior ferramenta de que um líder democrático dispõe.

Promovendo a transparência

Se a comunicação é a maior ferramenta da liderança, a transparência é, sem sombra de dúvida, seu combustível. Um líder que centraliza as informações e as vai soltando em doses homeopáticas para a equipe está longe de conquistar a admiração dos colaboradores. Com essa postura, normalmente a boataria acaba se sobrepondo à comunicação oficial, o que não é nada bom para nenhum dos envolvidos. Cabe ao líder, portanto, discernir o que pode e deve ser compartilhado com o time daquilo que é confidencial, dando aos funcionários todas as informações necessárias para que realizem um bom trabalho.

Dando o exemplo

Um líder deve estar sempre preparado para dar o exemplo. Gandhi e Martin Luther King são grandes líderes que nunca sequer hesitaram em sair da zona de conforto para simplesmente ensinarem na prática, por meio do exemplo. É verdade que nenhum dos dois foi poupado do julgamento das pessoas, mas, mesmo assim, sua trajetória foi imprescindível para deixar um legado. E a lição também se aplica ao meio organizacional, em que a conduta do líder vale mais que tudo. Então, se quiser ser respeitado, esqueça de uma vez por todas a velha máxima do faça o que eu digo, mas não faça o que eu faço!

Como você pôde ver, o grande erro dos líderes atuais está em se apegarem demais ao currículo e às próprias competências, consequentemente dando pouco valor ao caráter. Constituem, assim, um cenário sintomático de empresas e startups que têm tudo para se destacar no mercado, mas que empacam diante da prepotência da liderança. Mais do que seguir cartilhas e recomendações de especialistas, o líder precisa compreender, portanto, que os funcionários são parceiros que comungam do mesmo objetivo que ele! Só a partir desse posicionamento é que o líder será capaz de mobilizar seu time rumo a metas de sucesso. Maquiavel que nos desculpe, mas vale mais a pena ser um líder amado do que temido!

Pois agora que você já sabe como ser um líder admirado, comente aqui e divida conosco suas impressões! Participe da conversa e nos ajude a ampliar o debate!

Deixe seus comentários abaixo

Xando Natsume
Xando Natsume
Gerar conteúdo de valor é a proposta desse blog. Queremos contribuir para o seu crescimento e transformação da sua vida pessoal e profissional, explorando temas e assuntos relevantes para mudança de comportamento e carreira.
Você também pode ler
51758-por-que-e-importante-escolher-o-treinamento-certo-para-a-sua-carreira
Por que é importante escolher o treinamento certo para a sua carreira?
pressao-no-trabalho
Por que a falta de tempo é a principal causa da pressão no trabalho