Liderança e Pessoas

Entenda a diferença entre o líder e o chefe

diferença entre líder e chefe

 

Tradicionalmente, existem dois tipos de gestores: líder e chefe. São profissionais com perfis bem distintos, mas que provocam impactos diretos no desempenho e na motivação de suas equipes.

Para assegurar o crescimento e o sucesso dos negócios, é fundamental contar com uma gestão eficiente, que contemple não apenas aspectos técnicos, gerenciais e estratégicos. Mas também, práticas relacionadas ao capital humano.

Aliás, o conceito de gestão com foco em pessoas e em resultados, vêm se espalhando pelo universo corporativo, definindo novas prioridades, como a atração e retenção de talentos, o desenvolvimento dos profissionais e a formação de equipes de alta performance. Desta forma, é possível conquistar maior produtividade e qualidade.

Para entender melhor os principais modelos e diferenças da gestão de líderes e chefes, acompanhe o nosso artigo.

Os estilos de gestão

O perfil do gestor é moldado por vários fatores, como por exemplo, a formação acadêmica, experiências anteriores, maturidade e modelo mental, além de crenças e valores pessoais. Esse conjunto torna cada profissional único.

Porém, algumas características comportamentais têm se mostrado mais eficazes na condução de equipes, por isso, o líder é capaz de conquistar melhores resultados para a empresa. Assim, o primeiro passo para se tornar um bom gestor, é reconhecer as diferenças entre os dois perfis, identificar-se como líder ou chefe, e investir no próprio aperfeiçoamento profissional.

O chefe

O chefe se fortalece na hierarquia e na imposição. Costuma ser mais prático e racional, baseando a sua gestão em conhecimentos técnicos. Tem um perfil centralizador, inflexível, autoritário e deste modo, também não sabe ouvir, limitando a participação dos colaboradores no desenvolvimento de projetos e principalmente, na tomada de decisões.

Por não confiar verdadeiramente na equipe, tem dificuldades para delegar responsabilidades e autoridade. Além disso, não é um bom comunicador e não estabelece sistemas para o compartilhamento de informações, o que, muitas vezes, atrapalha a rotina do time, provocando falhas, desperdícios e atrasos nas entregas.

Em linhas gerais, o chefe é orientado apenas para resultados, dando pouca atenção para o indivíduo. É muito crítico com os outros, porém, não consegue lidar bem como os próprios erros. Com essa postura, o chefe é incapaz de manter um clima organizacional produtivo, alcançando apenas ganhos pontuais, que não se confirmam ao longo do tempo.

É possível medir a deficiências deste estilo de gestão, através de indicadores como taxas de rotatividade e de absenteísmo, além dos índices de satisfação e engajamento dos colaboradores.

O líder

O líder apresenta algumas competências bem desenvolvidas, como empatia, humildade, poder de negociação e persuasão, resiliência, equilíbrio emocional e autoconfiança. Deste modo, estabelece condições para a conquista dos resultados, através das pessoas.

O líder é um bom comunicador, compartilhando ativamente informações e conhecimento. Orienta, participa, esclarece, incentiva e principalmente, certifica-se de que todos entenderam o que deve ser feito. Prefere uma gestão mais próxima, o que colabora para a criação de uma relação de confiança entre líder e liderados, utilizando também o feedback como ferramenta para o desenvolvimento da equipe.

Neste sentido, conhece o time, define papéis, identifica os talentos, potenciais e deficiências e assim, planeja treinamentos e experiências, que possibilitem o amadurecimento de todos. Essa gestão individualizada permite explorar o melhor de cada um, reforçando o senso de complementariedade.

Além disso, o líder se preocupa com o ambiente de trabalho, por isso, busca solucionar os problemas rapidamente, bem como os conflitos e disputas internas. Fortalece o respeito as diferenças e a valorização das habilidades, eliminado comportamentos nocivos, como demonstrações de preconceito ou qualquer tipo de discriminação, de maneira a reforçar a integração.

As principais características e atitudes de um líder

O líder possui características e atitudes que compõe um perfil inspirador, respeitado e cativante.

Trabalha o autoconhecimento

Essa é uma das principais diferenças entre líder e chefe. Para se tornar um líder, é essencial trabalhar o autoconhecimento. Somente através da aceitação das próprias limitações, fraquezas, preferências, motivações, prioridades e valores, é possível desenvolver habilidades básicas de liderança, como maturidade, simplicidade e a capacidade de construir relacionamentos produtivos. Neste caso, o coaching de carreira pode ser bastante útil.

Mantém discurso, ações e decisões alinhados

Coerência é fundamental para uma gestão assertiva, por isso, o líder deve manter o alinhamento entre discurso, ações e decisões. Além disso, é preciso dar o exemplo de honestidade e ética, agindo com imparcialidade e em sintonia com as políticas internas e com a cultura corporativa.

Possui uma atitude positiva

O líder sempre adota uma atitude positiva, principalmente em momentos difíceis, demonstrando bom humor, entusiasmo, gentileza e respeito, mas completa esse perfil com o conhecimento, know-how e determinação, conquistando a confiança da equipe.

Entende as reais necessidades da equipe

O líder é um observador, sabe identificar as reais necessidades da equipe e assim, busca preencher essas lacunas. Demandas sobre melhorias nas condições de trabalho, qualificação, novas tecnologia e otimização de processos, são alguns pontos de atenção constante deste gestor, de modo a criar condições favoráveis para o bom desempenho de todos. Essa atitude também tem influência nos índices de satisfação e engajamento.

Retém talentos

Atrair e reter talentos estão entre as prioridades de muitas empresas e o líder tem grande importância nesta estratégia, reconhecendo e valorizando, apoiando o desenvolvimento, delegando responsabilidades, oferecendo oportunidades de crescimento e propiciando um ambiente de trabalho integrado e agregador.

Participa diretamente da rotina

O líder entende os detalhes da operação, processos e rotinas da sua equipe e participa diretamente, colaborando com conhecimento, esclarecendo dúvidas, corrigindo desvios e monitorando o desempenho de todos.

Incentiva a inovação

A inovação deve fazer parte da cultura das empresas e a criatividade é uma das principais qualidades das equipes de alta performance. Por isso, o líder incentiva a troca de ideias e opiniões, na intenção de encontrar soluções e alternativas, que possam melhorar processos, produtos e serviço, ou mesmo, novas oportunidades de negócio.

Investe no aprendizado

Aprendizado, atualização e aperfeiçoamento, são essenciais a todos os profissionais, mas em especial, ao líder. Conhecimentos técnicos em sua área de atuação, devem sempre ser reforçados, além do desenvolvimento de competências comportamentais importantes, como a automotivação e a adaptabilidade.

Defende suas ideias com paixão

Outra diferença entre líder e chefe está na forma com esses dois profissionais defendem suas ideias. O líder as defende com paixão e sem imposições. Valores, crenças e princípios fazem parte do perfil entusiasta. Ele tem sempre uma argumentação forte, completa e otimista para o seu ponto de vista, mas incentiva o pensamento e análise, por parte dos colaboradores, como forma de convencimento natural.

E você? É um líder ou um chefe? Compartilhe suas opiniões e comentários sobre a difícil arte de liderar equipes!

 

Deixe seus comentários abaixo

Xando Natsume
Xando Natsume
Gerar conteúdo de valor é a proposta desse blog. Queremos contribuir para o seu crescimento e transformação da sua vida pessoal e profissional, explorando temas e assuntos relevantes para mudança de comportamento e carreira.
Você também pode ler
como-motivar-uma-equipe-sem-gastar-muito21351
Como motivar uma equipe sem gastar muito?
45906-saiba-como-melhorar-a-tomada-de-decisao-em-sua-empresa
Saiba como melhorar a tomada de decisão em sua empresa