Liderança e Pessoas

O que é realmente capaz de motivar uma equipe?

Diverse People Electronic Devices Concept

Contar com uma equipe não apenas qualificada como motivada costuma ser a chave para o sucesso no mundo dos negócios, sabia? Afinal de contas, só mesmo com um bom time de colaboradores se torna possível atingir os objetivos estabelecidos, desenvolver um trabalho de alto nível e alcançar o topo no longo prazo. Mas a verdade é que, muitas vezes, mesmo com um rigoroso processo seletivo e remunerações justas, o gestor se vê diante de um grave problema: a falta de estímulo.

Mas como evitar que isso aconteça? O que é preciso fazer para que os funcionários não se acomodem e sempre busquem se dedicar ao máximo em prol da empresa? Pois veja no post a seguir o que realmente é capaz de motivar uma equipe e se prepare para revolucionar os resultados da sua empresa! Acompanhe:

Remuneração justa

Diferentemente do que alguns gestores podem pensar, o dinheiro definitivamente não é fórmula certeira para garantir a motivação dos funcionários. Como você poderá ver nos próximos tópicos, são diversas as formas de estimular o time, sendo que muitas delas não necessariamente geram um maior custo financeiro para a empresa. Porém, para que quaisquer tentativas sejam efetivas, é fundamental que os trabalhadores sintam que são remunerados de forma justa. Acredite: praticamente nenhuma outra técnica de motivação será eficiente sem esse pré-requisito.

Quando o funcionário sente que está recebendo abaixo do que é normalmente pago pelo mercado, considerando a remuneração injusta, tende a oferecer menos dedicação ao trabalho como contrapartida. Assim, por mais que a empresa consiga contratar um profissional extremamente qualificado por uma remuneração tida como vantajosa aos cofres do negócio, tal colaborador provavelmente não desenvolverá todo seu potencial. Antes mesmo de dar início a um processo seletivo, portanto, procure saber quanto o mercado vem oferecendo aos profissionais com a qualificação que deseja contratar.

Comunicação clara

Quando a equipe sabe exatamente quais são os objetivos da empresa e como seus processos de trabalho auxiliarão no alcance desses objetivos, automaticamente surge um espaço maior para que os colaboradores vistam a camisa e realmente se esforcem para realizar o melhor trabalho possível. Para tanto, é preciso comunicar da maneira mais clara possível o que é esperado de cada um dos funcionários.

Orientações pouco precisas tendem a confundir o time, que pode acabar gastando a maior parte do seu tempo simplesmente tentando entender o que foi pedido. Mas como nem sempre é possível ser totalmente transparente, também é muito importante haver espaço para que os interessados perguntem e peçam orientações aos gestores de uma maneira pouco burocrática. Além do mais, o ideal é que o gestor esteja sempre presente, acompanhando o trabalho do dia a dia e oferecendo feedbacks praticamente em tempo real.

Ambiente amigável

Para se sentir motivada, é muito importante que a equipe possa desenvolver seu trabalho em um ambiente leve e positivo. E isso pode ser alcançado de diversas formas, indo desde a ambientação, com cadeiras confortáveis, bons computadores e salas iluminadas, por exemplo, até a relação com os colegas de trabalho, que deve ser aberta e produtiva. E também entra aí a importância do gestor.

Nesse cenário, a liderança precisa se manter atenta sobre como as relações entre os funcionários vêm acontecendo, quem trabalha melhor com quem e como é possível ajustar a equipe para que as pessoas desenvolvam seu potencial ao máximo. Ainda mais importante é agir rapidamente para resolver eventuais conflitos, fazendo com que a motivação sofra um impacto negativo mínimo.

Capacitação contínua

O investimento em programas contínuos de capacitação permite que a equipe se mantenha atualizada sobre as melhores práticas do mercado, além de promover o contato com novas formas de desenvolvimento de processos. Isso aumenta o espaço para a inovação na empresa, melhora a qualidade do produto final, diminui os custos de produção e ainda, claro, motiva os funcionários.

Já parou para pensar que, muitas vezes, o time não tem um desempenho melhor simplesmente por não saber como fazê-lo? Pois esse tipo de situação pode gerar frustrações tanto nos funcionários como nos gestores. Essa é a hora de apostar no treinamento em áreas específicas, oferecendo ao trabalhador ferramentas para realizar sua função de forma cada vez mais eficiente. Isso sem contar que a capacitação também é uma excelente forma de valorizar o funcionário, especialmente se o treinamento recebido for revertido em um maior impacto na empresa.

Só um detalhe: não se esqueça de deixar claro o que é esperado dos trabalhadores em cada treinamento. Assim eles saberão exatamente em quais aspectos precisam focar e como poderão efetivamente aplicar o conteúdo aprendido nos processos de trabalho da empresa.

Reconhecimento merecido

A empresa também precisa encontrar uma maneira de reconhecer o bom trabalho de seus colaboradores sempre que os objetivos forem atingidos (ou mesmo superados). Vale lembrar que esse reconhecimento não necessariamente precisa ser financeiro. Muitas vezes, um elogio sincero já pode gerar um enorme efeito positivo no quesito estímulo, desencadeando a partir daí um ciclo de positividade sem tamanho. O que não se pode fazer de forma alguma é ignorar o bom trabalho realizado pela equipe.

Da mesma maneira, é interessante criar prêmios sempre que alguém atingir um resultado acima do esperado. Essa premiação pode tanto ser financeira como vir em forma de uma viagem, um jantar, dias extras de férias e assim por diante. Dessa maneira, a equipe terá um estímulo maior para se empenhar além do que foi pedido, sabendo que terá seu esforço acima da média devidamente reconhecido.

Feedback construtivo

Tudo bem que erros devam ser evitados ao máximo. Mas, na prática, é quase impossível criar um ambiente de trabalho totalmente livre de equívocos, não concorda? Por isso, uma política de gestão de pessoas que puna severamente as eventuais falhas dos funcionários acaba criando um ambiente de medo. E esse cenário desmotiva a equipe e inibe a criatividade. Pense bem: se o único objetivo é não errar, os funcionários se tornarão extremamente conservadores em suas decisões.

O ideal é, portanto, transformar erros pontuais em feedbacks construtivos. Dessa maneira, o funcionário se sentirá seguro para arriscar, sabendo que tropeços eventuais não serão duramente punidos. Obviamente, é preciso encontrar um equilíbrio nessa prática. Quando um funcionário erra sistematicamente, por falta de atenção ou mesmo de competência, o alerta vermelho deve soar. Será que ele é um bom ativo para a empresa?

Burocracia mínima

Um ponto que pode facilmente se transformar em falta de estímulo para a equipe é a burocratização extrema dos processos de trabalho. É preciso entender a diferença de rotinas definidas com clareza, que ajudam no desenvolvimento do trabalho, e processos engessados, que criam dificuldades e desincentivam a criatividade. O funcionário deve se sentir capaz de contribuir para as metas da empresa, tendo abertura para sugerir ideias inovadoras e modificações a fim de melhorar a eficiência do trabalho.

É simples: com uma equipe motivada, a empresa terá muito mais facilidade para atingir todos os seus objetivos, por mais ambiciosos que sejam. Agora comente aqui e nos conte se ainda ficou alguma dúvida ou se tem outras dicas sobre o que é realmente capaz de motivar uma equipe! Compartilhe suas experiências e opiniões!

Deixe seus comentários abaixo

Xando Natsume
Xando Natsume
Gerar conteúdo de valor é a proposta desse blog. Queremos contribuir para o seu crescimento e transformação da sua vida pessoal e profissional, explorando temas e assuntos relevantes para mudança de comportamento e carreira.
Você também pode ler
45906-saiba-como-melhorar-a-tomada-de-decisao-em-sua-empresa
Saiba como melhorar a tomada de decisão em sua empresa
70445-vida-pessoal-e-profissional-aprenda-a-reconhecer-os-limites
Vida pessoal e profissional: aprenda a reconhecer os limites