Autoconhecimento Carreira Comportamento Gerenciamento Liderança e Pessoas

Saiba como usar a Inteligência emocional a seu favor na liderança

33385-saiba-como-usar-a-inteligencia-emocional-a-seu-favor-na-lideranca

Você já reparou como algumas vezes as nossas emoções influenciam diretamente o nosso trabalho? Por exemplo, quando um pequeno problema tem um impacto imenso em nosso rendimento e passamos semanas remoendo o acontecimento? Ou quando tentamos a todo custo desvendar as entrelinhas de uma conversa com um parceiro ou cliente importante? Tudo isso está relacionado com a nossa inteligência emocional, uma das características mais importantes para quem quer ser um bom gestor.

Pensando nisso, preparamos um material completo para apresentar a importância da inteligência emocional para os gestores, discutindo os seus impactos no sucesso da organização e as melhores formas de desenvolvê-la. Acompanhe o texto e se prepare para mudanças superimportantes na sua rotina!

O que é inteligência emocional?

A inteligência emocional pode ser entendida como a habilidade de identificar as suas emoções e das pessoas a sua volta e, sobretudo, uma capacidade para lidar com elas de forma adequada ao contexto. Em outras palavras, a tal característica tem a ver com o equilíbrio entre o lado emocional e fatores mais racionais, considerando momentos de decisão, relacionamentos e também o ambiente de trabalho.

É possível perceber que esta característica é capaz de influenciar todas as áreas da vida de um indivíduo, na medida em que estamos sujeitos às mais diversas emoções. Por isso, é desejável ter controle delas, sabendo agir não por impulso, mas pela certeza de que estamos no caminho mais adequado para alcançar os nossos desejos e necessidades.

Por que a inteligência emocional é importante para a sua liderança?

Enquanto líderes, estamos sujeitos a uma série de emoções ao longo do nosso dia de trabalho. É preciso saber lidar com a pressão por resultados, as incertezas de um cenário cada vez mais competitivo e os desafios de se construir relacionamentos duradouros com os colaboradores.

Quando tudo isso acontece em um ambiente de instabilidade emocional, corremos um grande risco de tomar decisões equivocadas e de transmitir impressões que não correspondem ao que desejaríamos.

A inteligência emocional é, então, um grande diferencial, pois nos permite analisar os acontecimentos, situações e reações de uma maneira mais racional, avaliando todo o contexto e entendendo quais são os impactos de nossas reações.

Um gestor com inteligência emocional tem a capacidade de trabalhar as emoções próprias e alheias em benefício da organização, conquistando resultados cada vez melhores. Isso é fundamental, por exemplo, para a manutenção da motivação da equipe diante de desafios e problemas.

Como desenvolver a sua inteligência emocional?

A boa notícia, para você que percebeu que precisa melhorar no campo da inteligência emocional, é que essa é uma habilidade que pode ser desenvolvida. Com pequenas mudanças no seu dia a dia e com uma atenção constante às suas ações e os seus impulsos, você conseguirá alterar um comportamento que tendia a ser emocionalmente frágil e se tornar um líder mais seguro e decidido.

Acompanhe quais são os quatro pilares essenciais para o desenvolvimento da sua Inteligência emocional.

Autoconhecimento

O primeiro passo para o desenvolvimento da sua inteligência emocional é se conhecer. Só assim você será capaz de se preparar para as mais diversas situações. A partir desse momento, cuide de observar absolutamente todas as suas emoções.

Observe como você se sente diante das situações boas e ruins, tente se conectar com essas emoções, avaliando como elas podem te ajudar no ambiente profissional. Avalie aquelas situações passadas em que você se sentiu bem com a sua postura e tente identificar quais eram as emoções presentes ali. Evite sempre agir por impulso, avalie cada situação com calma e frieza antes de tomar decisões.

Autogestão

Uma das principais habilidades de alguém que tem inteligência emocional é a capacidade de controlar todas as suas atitudes, assumido o comando total das situações. Alguns exercícios simples podem ajudar bastante nesse sentido. Um bom começo, por exemplo, é pensar que os problemas são passageiros.

Não se desespere em situações difíceis e lembre-se de que encaramos ciclos — se as coisas estão complicadas agora, elas vão melhorar. Isso nos ajuda a colocar os problemas em perspectiva, minimizando uma tendência recorrente de imaginar tudo como muito mais complexo, problemático e tenso do que é na realidade.

Outra dica: não tome decisões importantes sem uma boa noite de sono. Procure refletir sobre a questão em dias diferentes, evitando que o seu estado de espírito naquele momento seja o responsável pela decisão e possibilitando um amadurecimento de ideias e sensações.

Relacionamentos

Os relacionamentos são parte essencial da vida de qualquer um e, por isso, têm grande influência na inteligência emocional. É muito importante trabalhar constantemente para construir relacionamentos mais transparentes, leves e inspiradores. E, muitas vezes, isso só depende da gente.

Adquira o hábito de se comunicar mais, seja com a família, com os amigos ou com os colaboradores da sua empresa. No ambiente de trabalho, por exemplo, explique a razão de suas decisões, para que todos possam se alinhar, evitando mal entendidos e decepções.

Além disso, se interesse genuinamente pelas pessoas, escute mais do que fale. Você ficará impressionado como esse gesto pode trazer ótimas sensações e abrir muitas portas.

Motivação

A motivação aqui aparece no sentindo de encontrar motivos. Trabalhe sempre o seu pensamento para entender quais são os seus objetivos, planos, sonhos e expectativas. Isso te ajudará bastante em momentos cruciais. Só de pensar no que você deseja alcançar, você já está mais perto das decisões mais adequadas.

E isso vale também para momentos complexos. Antes das decisões, retome os seus planos, os seus sonhos e pese como cada escolha pode influenciar no alcance dessas metas.

Agora que você já sabe a importância da inteligência emocional para a construção de uma carreira mais sólida e consistente, é só começar a aplicar as dicas e orientações em seu cotidiano, de forma gradual e bem planejada. Tenha certeza de que todos à sua volta perceberão mudanças significativas em sua postura, que se tornará cada vez mais coerente.

Os bons resultados não demorarão a aparecer. E não se esqueça: treinamentos e palestras são essenciais nesse novo momento, ajudando no processo de autoconhecimento e na otimização dos relacionamentos. Conte com a Fórmula Treinamentos para te ajudar.

Como anda a sua inteligência emocional? As nossas dicas te ajudaram em alguma mudança? Não deixe de compartilhar a sua experiência conosco por meio dos comentários!

Deixe seus comentários abaixo

Xando Natsume
Xando Natsume
Gerar conteúdo de valor é a proposta desse blog. Queremos contribuir para o seu crescimento e transformação da sua vida pessoal e profissional, explorando temas e assuntos relevantes para mudança de comportamento e carreira.
Você também pode ler
o-que-e-a-gestao-participativa26943
O que é a gestão participativa?
32579-confira-7-livros-referencia-sobre-lideranca (1)
Confira 7 livros referência sobre liderança!