Autoconhecimento Coaching Comportamento Liderança e Pessoas

Vida pessoal e profissional: aprenda a reconhecer os limites

70445-vida-pessoal-e-profissional-aprenda-a-reconhecer-os-limites

Muitas pessoas sentem as responsabilidades no trabalho só aumentarem, enquanto que, consequentemente, o tempo com a família diminui. Aparecem novas rotinas, novas gestões, novas funções no expediente, com situações distintas e inexperientes para lidar.

Ao intencionar a valorização do lado especialista, há uma grande preocupação em preservar o laço com a empresa. Por isso, atenção: a necessidade de separação da vida pessoal e profissional é uma questão importante, sendo preciso ser discutida com a relevância que ela requer.

Há, em alguns países, a preocupação com a conjuntura dos funcionários e, por isso, existe, em algumas empresas, a integração do programa work-life-balance — equilíbrio entre trabalho e vida pessoal — que consiste em um balanceamento que pesa a prioridade entre carreira e vida social. Os resultados obtidos têm sido muito positivos: tem se verificado o aumento da disposição e do orgulho do funcionário em permanecer na empresa.

Todavia, entender o limite entre trabalho e vida pessoal é um desafio. Porém, não é tarefa impossível. Há diversas maneiras de buscar o equilíbrio e obter satisfação. É importante reconhecer que até mesmo a pausa do trabalho é um elemento positivo como forma de recuperar as energias para recomeçar bem.

Pensando nisso, reunimos 6 dicas para obter uma participação positiva tanto no trabalho  como nas relações pessoais. Confira abaixo!

1. Regule o seu horário de trabalho

Primeiramente, organize-se e regule o seu horário de trabalho. Atividade em excesso também pode gerar uma atuação negativa, pois o cansaço diminui a produção e quem paga por isso é você e a empresa.

Então, cada momento é pertinente para cada problema. Ou seja, se está em casa, é em casa que deve ser resolvido, assim como do contrário. Não leve situações familiares para a empresa e não carregue problemas da empresa para sua casa.

Regule suas prioridades no trabalho, organize-se em horários, estabelecendo-os de forma específica e, se preciso, faça uma lista. Tenha uma rotina e planeje-se com antecedência. Assim, a família ou o conjugue não ficarão excluídos de sua vida social e o tempo será melhor administrado para um retorno positivo ao trabalho, assim como ao convívio familiar.

2. Saiba usar a tecnologia a seu favor

Com a revolução tecnológica ocorrida nos últimos anos, houve uma reestruturação na organização do trabalho. Dessa forma, as relações pessoais e familiares também passaram por modificações. Através da tecnologia, os horários tornaram-se mais flexíveis, o que é um ponto positivo, e o trabalhador pode ir para casa e continuar suas funções.

Estar permanentemente conectado é quase uma regra, considerando que não podemos garantir um final de semana inteiro sem internet — isso é improvável devido às facilidades de acesso que temos disponíveis. Além do mais, o grande conteúdo de informação e conhecimento é um ponto muito atrativo para manter a inteiração com o mundo empresarial.

Porém, ter o controle dessas atividades é uma ação necessária e saudável. Não é preciso abandoná-las, apenas especificar horários e limites para a checagem de e-mails ou das redes sociais, para uma ou duas horas por dia, por exemplo. Dessa forma, é possível que e-mails sejam respondidos mesmo em feriados e finais de semana, sem prejuízos.

3. Desenvolva metas e aprenda a dar pausas

desenvolvimento pessoal é importante para a melhora dos relacionamentos. Valorize os momentos importantes, pois o sucesso no trabalho também depende de relações equilibradas. Por isso, o exercício de ter os objetivos estipulados é importante para a organização e o desenvolvimento da sua carreira.

No trabalho, estabeleça suas próprias metas, evite procrastinar e mantenha foco total no que está fazendo. Todavia, as metas não devem ser dirigidas somente à empresa. Elas também são muito relevantes nas rotinas familiar e conjugal.

Aqui vão algumas sugestões: jante com o cônjuge ao menos duas vezes por semana; saia com a família uma vez por semana; estabeleça um tempo semanal para a academia; e, ainda, vá fazer um curso de especialização uma vez ao mês — afinal, continuar investindo na aprendizagem e se atualizando também é um ótimo passo para aumentar a eficiência no trabalho.

4. Aprenda a dizer “não”

Muitas pessoas reclamam por não terem disponibilidade para executar certas tarefas. Dessa maneira, acabam soterradas por afazeres que não são possíveis de serem cumpridos. Essa dificuldade advém da incapacidade de dizer “não” e de elencar prioridades, o que gera, por consequência, o acúmulo de obrigações.

Estabeleça limites para si mesmo, reveja seus planos. É importante recusar algumas propostas  a fim de evitar estresses. Então, caso lhe falte tempo para a realização de certas atividades, não tenha receio de dizer “não”. Esse é um dos pontos mais importantes para aprender a ter organização, uma boa administração do tempo e controle de suas prioridades.

5. Importe-se com a família e os amigos

O foco no trabalho e na responsabilidade assumida é importante para um verdadeiro profissional. Contudo, quando essa atenção ultrapassa seus limites, é em casa que refletem de maneira negativa.

Trata-se de um processo ambivalente: a interação com suas relações sociais também influencia nos seus resultados na empresa. Problemas de casa se resolvem em casa e problemas de trabalho se resolvem no trabalho. Não misture as relações e deixe os ambientes mais saudáveis.

Procure saber como a família e os amigos estão. As relações de sociabilidade devem ser preservadas. A boa qualidade de vida depende também das amizades que você preserva. Um momento de distração é um alívio para a mente cansada.

6. Saiba separar relacionamentos e seus contextos

Tenha atenção com o contexto que o envolve. Às vezes, os colegas da empresa tornam-se muito íntimos ou mesmo, no ambiente de trabalho, temos familiares ou pessoas que admiramos. Nesse momento, é importante pesar as possibilidades, tendo atenção ao local em que você está. É necessário distinguir os contextos e os colegas precisam estar cientes dessa condição.

Então, não confunda o ambiente e as relações. Caso contrário, você pode até sair do trabalho, mas o trabalho não sairá de você. Mas atente que a ideia não é ter duas vidas diferentes – isso seria adotar máscaras – e, sim, trata-se de ter equilíbrio entre as diferentes situações, podendo aproveitar as oportunidades que cada uma oferece.

E agora? Você acredita que conseguirá dedicar o tempo necessário para cada função, na vida profissional e pessoal? Quer receber mais dicas sobre o assunto? Então, assine nossa newsletter e não perca as novidades!

Muitas pessoas sentem as responsabilidades no trabalho só aumentarem, enquanto que, consequentemente, o tempo com a família diminui. Aparecem novas rotinas, novas gestões, novas funções no expediente, com situações distintas e inexperientes para lidar.

Ao intencionar a valorização do lado especialista, há uma grande preocupação em preservar o laço com a empresa. Por isso, atenção: a necessidade de separação da vida pessoal e profissional é uma questão importante, sendo preciso ser discutida com a relevância que ela requer.

Há, em alguns países, a preocupação com a conjuntura dos funcionários e, por isso, existe, em algumas empresas, a integração do programa work-life-balance — equilíbrio entre trabalho e vida pessoal — que consiste em um balanceamento que pesa a prioridade entre carreira e vida social. Os resultados obtidos têm sido muito positivos: tem se verificado o aumento da disposição e do orgulho do funcionário em permanecer na empresa.

Todavia, entender o limite entre trabalho e vida pessoal é um desafio. Porém, não é tarefa impossível. Há diversas maneiras de buscar o equilíbrio e obter satisfação. É importante reconhecer que até mesmo a pausa do trabalho é um elemento positivo como forma de recuperar as energias para recomeçar bem.

Pensando nisso, reunimos 6 dicas para obter uma participação positiva tanto no trabalho  como nas relações pessoais. Confira abaixo!

1. Regule o seu horário de trabalho

Primeiramente, organize-se e regule o seu horário de trabalho. Atividade em excesso também pode gerar uma atuação negativa, pois o cansaço diminui a produção e quem paga por isso é você e a empresa.

Então, cada momento é pertinente para cada problema. Ou seja, se está em casa, é em casa que deve ser resolvido, assim como do contrário. Não leve situações familiares para a empresa e não carregue problemas da empresa para sua casa.

Regule suas prioridades no trabalho, organize-se em horários, estabelecendo-os de forma específica e, se preciso, faça uma lista. Tenha uma rotina e planeje-se com antecedência. Assim, a família ou o conjugue não ficarão excluídos de sua vida social e o tempo será melhor administrado para um retorno positivo ao trabalho, assim como ao convívio familiar.

2. Saiba usar a tecnologia a seu favor

Com a revolução tecnológica ocorrida nos últimos anos, houve uma reestruturação na organização do trabalho. Dessa forma, as relações pessoais e familiares também passaram por modificações. Através da tecnologia, os horários tornaram-se mais flexíveis, o que é um ponto positivo, e o trabalhador pode ir para casa e continuar suas funções.

Estar permanentemente conectado é quase uma regra, considerando que não podemos garantir um final de semana inteiro sem internet — isso é improvável devido às facilidades de acesso que temos disponíveis. Além do mais, o grande conteúdo de informação e conhecimento é um ponto muito atrativo para manter a inteiração com o mundo empresarial.

Porém, ter o controle dessas atividades é uma ação necessária e saudável. Não é preciso abandoná-las, apenas especificar horários e limites para a checagem de e-mails ou das redes sociais, para uma ou duas horas por dia, por exemplo. Dessa forma, é possível que e-mails sejam respondidos mesmo em feriados e finais de semana, sem prejuízos.

3. Desenvolva metas e aprenda a dar pausas

desenvolvimento pessoal é importante para a melhora dos relacionamentos. Valorize os momentos importantes, pois o sucesso no trabalho também depende de relações equilibradas. Por isso, o exercício de ter os objetivos estipulados é importante para a organização e o desenvolvimento da sua carreira.

No trabalho, estabeleça suas próprias metas, evite procrastinar e mantenha foco total no que está fazendo. Todavia, as metas não devem ser dirigidas somente à empresa. Elas também são muito relevantes nas rotinas familiar e conjugal.

Aqui vão algumas sugestões: jante com o cônjuge ao menos duas vezes por semana; saia com a família uma vez por semana; estabeleça um tempo semanal para a academia; e, ainda, vá fazer um curso de especialização uma vez ao mês — afinal, continuar investindo na aprendizagem e se atualizando também é um ótimo passo para aumentar a eficiência no trabalho.

4. Aprenda a dizer “não”

Muitas pessoas reclamam por não terem disponibilidade para executar certas tarefas. Dessa maneira, acabam soterradas por afazeres que não são possíveis de serem cumpridos. Essa dificuldade advém da incapacidade de dizer “não” e de elencar prioridades, o que gera, por consequência, o acúmulo de obrigações.

Estabeleça limites para si mesmo, reveja seus planos. É importante recusar algumas propostas  a fim de evitar estresses. Então, caso lhe falte tempo para a realização de certas atividades, não tenha receio de dizer “não”. Esse é um dos pontos mais importantes para aprender a ter organização, uma boa administração do tempo e controle de suas prioridades.

5. Importe-se com a família e os amigos

O foco no trabalho e na responsabilidade assumida é importante para um verdadeiro profissional. Contudo, quando essa atenção ultrapassa seus limites, é em casa que refletem de maneira negativa.

Trata-se de um processo ambivalente: a interação com suas relações sociais também influencia nos seus resultados na empresa. Problemas de casa se resolvem em casa e problemas de trabalho se resolvem no trabalho. Não misture as relações e deixe os ambientes mais saudáveis.

Procure saber como a família e os amigos estão. As relações de sociabilidade devem ser preservadas. A boa qualidade de vida depende também das amizades que você preserva. Um momento de distração é um alívio para a mente cansada.

6. Saiba separar relacionamentos e seus contextos

Tenha atenção com o contexto que o envolve. Às vezes, os colegas da empresa tornam-se muito íntimos ou mesmo, no ambiente de trabalho, temos familiares ou pessoas que admiramos. Nesse momento, é importante pesar as possibilidades, tendo atenção ao local em que você está. É necessário distinguir os contextos e os colegas precisam estar cientes dessa condição.

Então, não confunda o ambiente e as relações. Caso contrário, você pode até sair do trabalho, mas o trabalho não sairá de você. Mas atente que a ideia não é ter duas vidas diferentes – isso seria adotar máscaras – e, sim, trata-se de ter equilíbrio entre as diferentes situações, podendo aproveitar as oportunidades que cada uma oferece.

E agora? Você acredita que conseguirá dedicar o tempo necessário para cada função, na vida profissional e pessoal? Quer receber mais dicas sobre o assunto? Então, assine nossa newsletter e não perca as novidades!

Deixe seus comentários abaixo

Xando Natsume
Xando Natsume
Gerar conteúdo de valor é a proposta desse blog. Queremos contribuir para o seu crescimento e transformação da sua vida pessoal e profissional, explorando temas e assuntos relevantes para mudança de comportamento e carreira.
Você também pode ler
33385-saiba-como-usar-a-inteligencia-emocional-a-seu-favor-na-lideranca
Saiba como usar a Inteligência emocional a seu favor na liderança
geracoes-xyz-existe-um-ponto-de-equilibrio-para-engajar-colaboradores31095
Gerações XYZ: existe um ponto de equilíbrio para engajar colaboradores?